OI!!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/7/5/0/9/4009057_16559.gif

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O AMOR

 

O amor, quando se revela,

Não se sabe revelar.

Sabe bem olhar pra ela,

Mas não lhe sabe falar.

 

Quem quer dizer o que sente

Não sabe o que há de dizer.

Fala: parece que mente

Cala: parece esquecer

 

Ah, mas se ela adivinhasse,

Se pudesse ouvir o olhar,

E se um olhar lhe bastasse

Para saber que a estão a amar!

 

Mas quem sente muito, cala

Quem quer dizer quanto sente

Fica sem alma nem fala,

Fica só, inteiramente!

 

Mas se isto puder contar-lhe

O que não lhe ouso contar, J

á não terei que falar-lhe

Porque lhe estou a falar...

 

Fernando Pessoa

A MACIEIRA

 

Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados... Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore.

 

Machado de Assis

LONGE DE MIM

 


Hoje andei pela rua com uma das mãos fechadas, não cantei as músicas da rádio em voz alta, muito menos as dublei com alegria. Hoje eu não andei dançando pela calçada, não consegui sentir a música no meu coração, pensei em enterrar rosas para você e pude até sentir você indo embora de mim. Não quero acabar com você, apenas quero colocar um fim em algo que já me cansou. Não aguento mais dar tanta atenção a esta paixão. Não aguento mais chegar em casa todos os dias e dar preferência às minhas cartas para você. Eu não aguento mais ficar pensando no que escrever o dia inteiro. Me diz, por favor, de que adianta tudo isso? Não adianta mais nada. Confesso que adiantou porque aprendi, mas não aprendo mais. Nada me parece mais tão bonito. Espero que fique bem. Longe das minhas palavras, longe das minhas poesias. Longe de mim, espero que fique bem. Espero que fique bem longe do meu coração e que se aproxime do meu coração de uma vez. Com uma triste alegria pelo fim e uma imensa vontade de voltar atrás.

VISITA DE SEU ANJO


Só passei para saber ...
da sua saúde esperando
sempre que esteja bem,
da sua casa rezando
para que esteja em Paz,
da sua família esperando
que esteja em harmonia,

SER UM ANJO


Queria ser um anjo...Ser o anjo que vela, o
anjo que guarda, o anjo que protege...
Quebrar todas as barreiras elementares e
ser apenas ...um anjo.

Mas não é permitido a um anjo, amar
uma única pessoa, seu amor não pode
ser exclusivo, seu amor deve ser extensivo.

ANJO DA GUARDA

 


Eu estou ao seu lado e sou aquele que nunca desacredita dos seus sonhos,
sou eu que as vezes altero seu itinerário, e até atraso seus horários para evitar acidentes ou encontros desagradáveis.

Sim, sou eu que falo ao seu ouvido aquelas "inspirações" que você acredita que acabou de ter como "grande idéia".

Sou eu quem te causa aqueles arrepios quando você se aproxima de lugares ou situações que vão te fazer mal, e sou eu quem chora por você quando você com a sua teimosia insiste em fazer tudo ao contrário só para desafiar o mundo. Quantas noites passei á cabeceira de sua cama velando por sua saúde, cuidando de sua febre e renovando suas energias.

Quantos dias eu te segurei para que você não entrasse naquele ônibus, carro e até avião?
Quantas ruas escuras eu te guiei em segurança?
Não sei, perdia a conta, e isso não importa.

O que realmente importa, e o que me deixa triste e preocupado, é quando você assume a postura de vítima do mundo, quando você não acredita na sua capacidade de resolver os problemas, quando você aceita as situações como insolúveis, quando você para de "lutar" e simplesmente reclama de tudo e de todos, quando você desiste de ser feliz e culpa outra pessoa pela sua infelicidade, quando você deixa de sorrir e assume que não há motivos para rir, quando o mundo está repleto de coisas maravilhosas, quando se esquece até de mim, seu anjo da guarda, aquele que Deus deu a honra de auxiliar nessa missão tão difícil que é viver e progredir.

Já que me deixaram falar diretamente com você, gostaria de te lembrar, que estou ao seu lado sempre, mesmo quando você acredita estar totalmente só e abandonado, até nesse momento eu estou segurando a sua mão, eu estou consolando seu coração, eu estou te olhando, e por te amar demais, fico triste com a sua tristeza, mas, como eu sei que você nasceu para brilhar, eu agradeço a Deus a oportunidade bendita de te conhecer e cuidar de você, porque você é realmente muito especial.


Seu anjo da guarda, que acredita em você

Paulo Roberto Gaefke

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

AO MEU ANJO DA GUARDA

Poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus

Glorioso Guardião de minh'alma,
Tu que brilhas lá no céu,
Como pura e doce chama
Ao lado do trono do Eterno,
Tu, por mim desces à terra
E com tua luz me iluminas,
Tornando-te meu irmão,
amigo e consolador.

VIVER DE AMOR

Poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus

 

Santa Teresinha

Esta poesia foi escrita por nossa querida Santa Teresinha do Menino Jesus em 5 de fevereiro de 1895 e no dia 9 de junho deste mesmo ano na plenitude de sua vida espiritual se oferece como Vítima ao Amor Misericordioso e escreve o Ato de Oferenda.  Depois o publicarei na íntegra.

 

VIVER DE AMOR

No entardecer do Amor, falando sem figuras,
Assim disse Jesus: “Se alguém me quer amar,
Saiba sempre guardar minha Palavra
Para que o Pai e Eu o venhamos visitar.
Se do seu coração fizer Nossa morada,
Vindo até ele, então, haveremos de amá-lo
E irá, cheio de paz, viver
Em Nosso Amor!” Viver de Amor, Senhor, é Te guardar em mim,
Verbo incriado, Palavra de meu Deus,
Ah, divino Jesus, sabes que Te amo sim,
O Espírito de Amor me abrasa em chama ardente;
Somente enquanto Te amo o Pai atraio a mim.
Que Ele, em meu coração, eu guarde a vida inteira,
Tendo a Vós, ó Trindade, como prisioneira
Do meu Amor!…

MEU CANTO DE HOJE

Poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus

Minha vida é um instante, um rápido segundo,
Um dia só que passa e amanhã estará ausente;
Só tenho, para amar-Te, ó meu Deus, neste mundo,
O momento presente!...

Como Te amo, Jesus! Por Ti minha alma anseia;
Sejas meu doce apoio por um dia somente.
Reina em meu coração: Teu sorriso incendeia
Agora, no presente!

Que me importa, Senhor, se no futuro há sombra?
Rezar pelo amanhã? Minha alma não consente!
Guarda meu coração puro! Cobre-me com tua sombra
Agora, no presente!

NAS MÃOS DE DEUS

Poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus

 

Sou vossa, sois o meu Fim:

Que mandais fazer de mim?


Soberana Majestade

E Sabedoria Eterna,

Caridade a mim tão terna,

Deus uno, suma Bondade,

Olhai que a minha ruindade,

Toda amor, vos canta assim:

Que mandais fazer de mim?

Vossa sou, pois me criastes,

Vossa, porque me remistes,

Vossa, porque me atraístes

E porque me suportastes;

Vossa, porque me esperastes

E me salvastes, por fim:

Que mandais fazer de mim?


Que mandais, pois, bom Senhor,

Que faça tão vil criado?

Qual o ofício que haveis dado

A este escravo pecador?

Amor doce, doce Amor,

Vede-me aqui, fraca e ruim:

Que mandais fazer de mim?


Eis aqui meu coração:

Deponho-o na vossa palma;

Minhas entranhas, minha alma,

Meu corpo, vida e afeição.

Doce Esposo e Redenção,

A vós entregar-me vim:

Que mandais fazer de mim?

………………………………………..

Fonte: Obras Completas – Poesias V,VIII, II – Santa Teresa de Jesus (Edições Loyola, 2002).

BUSCANDO A DEUS

Poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus

Alma, buscar-te-ás em Mim.
E a Mim buscar-me-ás em ti.

De tal sorte pôde o amor,
Alma, em mim te retratar,
Que nenhum sábio pintor
Soubera com tal primor
Tua imagem estampar.

Foste por amor criada,
Bonita e formosa, e assim
Em meu coração pintada,
Se te perderes, amada,
Alma, buscar-te-ás em Mim.

Porque sei que te acharás
Em meu peito retratada,
Tão ao vivo debuxada*,
Que, em te olhando, folgarás
Vendo-te tão bem pintada.

E se acaso não souberes
Em que lugar me escondi,
Não busques aqui e ali,
Mas , se me encontrar quiseres,
A Mim, buscar-me-ás em ti.

Sim, porque és meu aposento,
És minha casa e morada;
E assim chamo, no momento
Em que de teu pensamento
Encontro a porta cerrada.

Busca-me em ti, não por fora…
Para me achares ali,
Chama-me, que, a qualquer hora,
A ti virei sem demora,
E a Mim buscar-me-ás em ti.

*Debuxada: esboçada. Uso de sinônimo, por desconhecimento do seu significado na tradução para a língua portuguesa.

Fonte: Vaticano

“FELIZ O QUE AMA A DEUS”

Em homenagem  01/10

Poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus

Ditoso o coração enamorado

Que só em Deus coloca o pensamento;

Por Ele renuncia a todo o criado,

Nele acha glória, paz, contentamento.

Vive até de si mesmo descuidado,

Pois no seu Deus traz todo o seu intento.

E assim transpõe sereno e jubiloso

As ondas deste mar tempestuoso.

Fonte: Obras Completas – Poesias V,VIII, II – Santa Teresa de Jesus (Edições Loyola, 2002).

O DOCE ENREDO DA LUA

    “O doce enredo da lua” – Soneto - Duo


Contei para a brisa e para um doce luar,
As coisas mais sagradas de meu coração.

Bordei minha lenda com os beijos do mar
E com todos os belos sentidos da paixão.

Imagens e saudades fizeram-me chorar
Pérolas em gotas em meu delicado chão.

Sozinha, lembrei de teu profundo olhar
Envolvendo-me em paz, flor e fascinação
Desnudei-me, levada pelo doce enredo da lua
Aos versos confessei toda minha insensatez.

Senti entre as rimas, desejada paz, languidez
No contorno da alma, tatuada a imagem tua
Sinto a espuma das ondas, que meus pés acaricia.
Deixei-me levar, pela mão do mar,que tem pele macia.


Quartetos: Karla Bardanza
Tercetos: Glória Salles

Fonte: Luso Poemas