OI!!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/7/5/0/9/4009057_16559.gif

sábado, 6 de dezembro de 2014

PRA ESCONDER O PRANTO...

Muitas são às vezes que rio
para esconder o pranto.
Muitas são às vezes que canto
só para espantar a solidão.
Muitas são às vezes que grito
para abafar o soluço.
Quantas vezes puxo o véu do esquecimento
pra tentar te esquecer.
Quantas vezes traço esboços
para encontrar uma saída.
Quantas vezes me pego falando com o vazio.
Quantas vezes lanço palavras ao vento,
que voltam mansamente se apoderando de mim.
Quantas vezes choro baixinho
sem ninguém pra me ouvir.
Quantas recordações se apoderam do meu coração.
Furtivas lembranças teimam em ficar num gesto de carinho
e se aninham em minh’alma.

Fonte: http://poesiamor.loveblog.com.br/

NESTE NATAL

Neste Natal não peças só coisas boas porque,
Quem passou pela vida em branca nuvem
E em plácido repouso adormeceu
Quem não sentiu o frio da desgraça,
Quem passou pela vida e não sofreu...
Foi espectro de homem, não foi homem,
Só passou pela vida, não viveu!

Enviado por Maria da Luz Pedrosa
Fonte: Natal