OI!!

http://img1.picmix.com/output/pic/original/7/5/0/9/4009057_16559.gif

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

É NATAL


É Natal



É Natal e por esse Mundo,
Quantos Corações sem Esperança
Quantas Lágrimas Rolando
Num Rostinho de Criança
Quanta Criança Descalça,
Rotinha, Magra, Faminta,
Apelando para o Mundo
Na Rua Estende a Mãozita...
Ah se eu fosse Poderosa
Bem Mais do que um Simples Ser,
Não Haveria no Mundo
Uma Criança a Sofrer
Por isso meu Bom Jesus
Quando o Sino Badalar
Vou fazer uma Oração
Tua Imagem Adorar
Pedirei Paz para o Mundo
Muito Amor para os Pequeninos
Alegria para os que Choram
E Pão para os Pobrezinhos
E Ajudando os que Sofrem
A Cada um Dando a Mão
Passaremos um Natal
Com mais Paz no Coração.

Maria da Luz Pedrosa

POEMA DE NATAL

Natal

Seja cada presépio a nossa casa
Transformada no mais florido altar,
Um pedaço de sol em cada brasa,
Uma estrela do céu em cada olhar.
Seja o Natal das prendas uma prenda
Que não esqueça o mundo humilde e mudo,
Seja a verdade a dominar a lenda
A verdade primeiro e mais que tudo.
Seja o Natal fraterna comunhão
Com os pobres sem pão e sem lareira,
Não haja, em parte alguma, coração
Que, por Jesus, não ame a terra inteira.
A voz das almas se una à voz dos sinos:
– Glória a Deus! Para os homens, paz e bem!
Todos, pelo Natal, somos meninos
A beijar o Menino de Belém...

Poema de Moreira das Neves 
Enviado por: Manuel Rodrigues

SEMENTE CULTIVADA


Semente Cultivada

Semente cultivada,
Em terra adoentada,
Longe de água,
Seio longínquo;
Crente na vida,
Semente geminaste,
Tornas-te pinheiro,
Nunca antes sonhado,
Tamanha dimensão,
A luz cativou,
Era ela a estrela
Do nosso senhor;
Pinheiro manso,
Que tornas-te bravo,
Foste a via infante,
Dos três reis magos;
Mapa do menino,
Caminho do senhor,
Mapa ancestral,
Do filho do criador;
Entre ramos,
E o teu tronco,
A luz da lua, encaminhava,
Os incansáveis perseguidores;
Demandas tradições ancestrais,
Sempre conhecidas,
Comungas a fé,
Em nós…
[Enviado por Luís Martins]